• ASÁGUAS

Aságuas e associados(as) votam sim para a paralisação contra a PEC-32


Nesta quinta-feira (12), a Aságuas realizou uma Assembleia Geral Extraordinária (AGE) para decidir junto com os associados(as) um posicionamento sobre a paralisação no dia 18 de agosto, em manifestação contrária à Reforma Administrativa (PEC- 32). A reunião contou com 25 servidores, dos quais 24 votaram pela paralisação e um votou pela abstenção. Um Ofício será encaminhado à Diretoria Colegiada (DIREC) nesta sexta-feira (13) para informá-los da paralisação e das possibilidades de compensação a ser realizada pelos servidores que aderirem ao protesto.


Além da AGE, a Aságuas realizou também uma enquete junto aos associados(as) para saber como eles se sentem com relação à PEC32. Oitenta e quatro associados(as) responderam até o momento, dos quais cerca de 80% são contra a reforma administrativa apresentada. Entre estes que são contra, 74% declararam que são a favor da paralisação, sendo que 56% participarão e 18% não. 6% dos associados informaram ser a favor da PEC 32, e 14% não conhecem a proposta ou estão indecisos. Para contribuir com a enquete, acesse aqui e envie suas contribuições para esta pesquisa.


Ainda durante a AGE, os associados(as) levantaram alguns pontos sobre como fazer valer a paralisação em tempos de home office. Algumas propostas foram listadas, tais como a realização de uma agenda de atividades para o dia, faixas e carreatas em direção ao Congresso Nacional, palestras, lives com representantes das Associações para debater o tema, doação de sangue, entre outros. A ideia de uma movimentação virtual de engajamento, com a replicação de hashtags contra a PEC nas redes sociais de cada servidor, também foi proposta e está em articulação.


A diretoria da ASÁGUAS irá organizar nos próximos dias uma agenda de atividades para a paralisação do dia 18 contra a PEC-32, articulada com associações e sindicatos de outros órgãos da administração pública. Em breve divulgaremos mais informações.


Sua participação será essencial para o sucesso deste movimento em defesa do serviço público brasileiro.


17 visualizações0 comentário