• ASÁGUAS

Roda de conversa sobre a MP 1055/2021 e a crise hidroenergética registra mais de 100 visualizações

Atualizado: Jul 27


Nesta quinta-feira, 22 de julho, a ASÁGUAS realizou um debate on-line sobre a Medida Provisória 1.055/2021 e a atual crise hídrica. Para essa discussão, foram convidados o ex-diretor-presidente da ANA, Vicente Andreu; o especialista em Políticas Públicas, Sérgio Cortizo; e o professor do Mestrado em Gestão e Regulação de Recursos Hídricos (PROFÁGUA), José Irivaldo Silva. Este foi o primeiro evento da Associação transmitido ao vivo pelo canal da ASÁGUAS no Youtube e contou com 125 visualizações em menos de 24 horas.


O Professor José Irivaldo em sua apresentação apontou contradições na MP em relação aos princípios constitucionais e às leis que formaram a ANA. Com base em dados do Operador Nacional do Sistema Elétrico (NOS), Irivaldo afirmou que faltou medidas de prevenção para evitar a crise. “Essa crise não nos pegou de surpresa, como também não é uma responsabilidade do hoje, mas também do ontem, me parece de uma falta de articulação, e integração no planejamento e na adoção de medidas preventivas”, comentou.


Para o especialista em Políticas Públicas e ex-professor da USP, Sérgio Cortizo, a atual situação é uma consequência das falhas que estão presentes no sistema desde 2012. Cortizo se baseou em dados estatísticos para argumentar que houve uma mudança no comportamento do sistema em 2012 e está gerando crises desde então.

O ex-diretor-presidente da ANA, Vicente Andreu, denunciou a MP e afirmou que a situação atual não se trata de uma crise hídrica, mas sim energética. Segundo Andreu, apesar da MP se basear na crise do Paraná, é o setor elétrico que detém 70% do controle dos reservatórios daquele estado. É uma visão utilitarista da água. Na minha opinião, estão vendendo como futuro o passado que não deu certo”, concluiu.


Confira a Nota TÉCNICA Nº 8/2021/DDE/SPE sobre Análise das séries históricas de Energias Naturais Afluentes (ENAs) de 1931 a 2019 realizadas por ele, abaixo:


NT_8_2021_DDE_SPE_MME
.pdf
Download PDF • 4.49MB

Os participantes presentes fizeram perguntas pelo bate-papo do canal, que foram respondidas pelos palestrantes. Para assistir ao encontro e saber mais sobre esta discussão, basta acessar o canal da ASÁGUAS no Youtube.

30 visualizações0 comentário